Escrito por Valter Junior.

Alguns diro que a comparao indevida dada a distncia imensa entre os dois. Algum argumentar que o esprito do natal sequer existe. De fato, para os cristos genunos no faz sentido tal distino. Mas nem todos so cristos genunos e nem todos so cristos.
Por esprito do natal entendo o pensamento predominante e dominante nessa poca. Forma de pensar essa que influencia atitudes e modos de agir. Observar o que um e outro motiva pode ilustrar melhor o que desejo.

Escrito por Valter Junior.

Vejo que quase sempre espero dos amigos mais do que seria razovel. Na verdade percebo claramente isso exatamente quando fico frustrado com eles. Quando espero deles e no recebo porque estou esperando mais do que seria razovel.

Tendo a depositar sobre os ombros dos amigos frustraes que tive ou tenho com pessoas de um outro nvel de relacionamento. Cobro dos amigos o que no tive do meu pai, av, tios e irmos. Por ter claro na mente que existem amigos mais chegados que irmos, passo a exigir deles uma lealdade prpria de um relacionamento de irmos co-sanguneos.

Escrito por Valter Junior.

Acho que estaremos mais divididos ao final dessa eleio para presidente do que j estivemos antes.

Tenho um desafio pessoal e dirio de distinguir as pessoas de suas idias e forma de pensar. um desafio difcil. Posso discordar da forma de pensar de algum, mas quero continuar com meu compromisso de amor, com meu empenho pelo bem de quem pensa diferente de mim.

No entanto nossa sociedade interpreta que se discordo do pensamento de algum, tenho que combater a pessoa para demonstrar que me oponho a suas idias. Assim, se ela tiver sede, no darei gua. Se ela tiver fome, no compartilharei meu po. Tal atitude pode ser muita coisa, mas no amor. destruir a pessoa junto com o argumento dela seria algo como matar o doente para dar fim a sua doena.

Eu, um mineiro no fundo da mina.

Escrito por Valter Junior.

Eu, um mineiro no fundo da mina.Pra mim foi inevitvel dar asas a imaginao e comparar a situao dos mineiros chilenos com a minha. Mas como assim? Eu explico.

O mundo em que vivo como o fundo da mina. Estou nele esperando um dia sair. Da pra viver, mas nem se compara com o que me espera fora da mina. No entanto, enquanto estou no fundo da mina me identifico muito com a figura do chefe do turno que cuidou de tudo e de todos enquanto ali estava. Assim procuro fazer com relao a mim e aos que amo, quero cuidar deles at v-los todos saindo da mina. Enquanto a gente cumpre a misso no fundo da mina, o tempo vai passando. Apesar de previses de que demoraremos muito a sair da mina, podemos ser surpreendidos, assim devemos estar preparados. Queremos estar prontos para quando essa hora chegar. Existe vida no fundo da mina apesar da dura realidade ali. No fundo da mina possvel se fazer poesia, se entreter, ser companheiro, ficar junto, cuidar do que precisa ser cuidado, mas tudo se torna mais fcil de ser feito porque sabemos que vamos deixar a mina. Existe esperana e por isso existe vida.

Escrito por Valter Junior.

"Voc deve se lembrar, sem dvida, da parbola do Bom Samaritano, em Lucas 10. H quem interprete essa bela histria da seguinte maneira: "o homem que est indo de Jerusalm a Jeric representa Ado, o cabea da raa humana. Ele deixou a cidade celestial e est indo para a cidade terrena, a cidade profana. Porm, havendo direcionado seus desejos para a terra, ele cai nas mos de salteadores, isto , ele vencido por Satans e seus anjos. Esses salteadores o despojam das vestes de sua retido original. Tambm o agridem, deixando-o ferido, semimorto (semimorto em pecados e transgresses!). O sacerdote e o levita representam a lei e os sacrifcios. Eles no podem salvar o pecador. No tm poder para salvar. Mas o Bom Samaritano, a saber, Jesus Cristo,