Um ano sem Glaucinha

Escrito por Valter Junior.

Um ano sem Glaucinha, minha florzinha amarela.

Um ano se passou e escrevi tanto sobre esse dia, mas termino por registrar aqui o meu quase silêncio em reverência ao que de tão sagrado se passou naquele 10 de junho de 2009. Foi um momento para a eternidade entre Glaucia e o Deus dela. Eles tinham uma relação que eu tive o privilégio de testemunhar. Essa relação não terminou, mas sim se tornou plena. Apenas agora não tenho mais como testemunhá-la.

Peço a Deus que conceda conforto e consolo a todos que por amor aceitaram sofrer conosco. Aceitaram chorar com os que choram. Peço a Deus misericórdia para os que desejaram fazer isso, mas não conseguiram.

Soberania de Deus e sofrimento humano

Escrito por Valter Junior.

Crer na soberania de Deus nos dá um sentimento de plena segurança. Porque ao confiar num Deus que controla tudo, já não temos nada a temer. Ainda em tempos de tristeza sabemos que Deus está aí, e que está cheio de poder, sabedoria e bondade. Deus é demasiado sábio para cometer um erro. Deus é demasiado bondoso para causar-nos alguma dor que não seja, no fim, para o nosso bem. Ainda em meio a dor, estamos completamente seguros se estamos confiando num Deus soberano. Se cremos que Deus é soberano estaremos contentes com qualquer coisa que

Solidão

Escrito por Valter Junior.

Passei muitos dias sozinho. O tempo em solidão muitas vezes me fazia desejar imensamente uma companhia. Nesses momentos pensava em tanta gente que conheço, mas ninguém estava ali comigo.

Pensamentos...

Escrito por Valter Junior.

Alguns pensamentos meus. Não mais que isso.

A única pessoa que conheço, que sempre para pra me ouvir, é Deus.

Meus sonhos são: Ver a vontade de Deus realizada em minha vida, ser uma bênção nas mãos de Deus, Ser uma bênção para minha esposa, ser uma bênção para meu filho e ir para o céu. Que mais posso querer?

Ter uma visão correta da realidade é muitíssimo importante, pois é terrível viver fora da realidade.

A saudade é proporcional ao quanto amávamos quem partiu.

Quando perdemos alguém, o tempo se constitui em um servo nas mãos de Deus para nos ajudar a recomeçar a vida, mas não passa disso: um servo com as limitações próprias de um servo. Melhor é portanto esperar em Deus que esperar no tempo. O tempo é limitado em seu poder, Deus é o Senhor do tempo e é infinito em poder.