Escrito por Valter Junior.

De minha janela vejo as pessoas correndo. a correria de fim de ano. Ainda me lembro da correria do incio e meio de ano. Apenas vejo, j que no estou correndo. Me sinto um pouco culpado por no estar na correria, pois acabo por me sentir como um peso ou empecilho aos que esto correndo.

Vez por outra, um dentre os que esto na correria olha para o lado e me v observando da janela. Me cumprimenta e depois continua a correr. Ao se despedir me pede desculpas pela pressa, pois est na correria.

Escrito por Valter Junior.

Mais um escndalo envolvendo os evanglicos em Braslia. Reconheo que sou reconhecido como evanglico e que por mais que eu queira dizer que sou algo diferente , dificilmente serei compreendido. Difcil tambm a tarefa de tentar distinguir os que so de Cristo dos que no so. Vale
observarmos seus frutos, mas temos a tendncia de uma anlise equivocada dos frutos e assim, quando fazem o que nos agrada consideramos bons frutos e vice-versa. Prefiro ento aceitar a vergonha e perdas que envolvem escndalos como o que ocorre no meio poltico de Braslia. Quando algum comenta comigo, digo que lamentavelmente somos assim, capazes de coisas que ns mesmos rejeitamos e condenamos. Ns quem? As pessoas que so identificadas como evanglicas. Se aproxime da porta de uma igreja e olhe para dentro do templo. Ver muita gente, mas nem todos so de Cristo, mas so identificados como se fossem. Temos que conviver com isso. Quando um evanglico faz algo elogivel pela sociedade, ressaltamos que tambm somos evanglicos. Quando um evanglico faz algo condenvel por todos, queremos explicar essa questo conceitual que nos diferencia de um evanglico.

O natal, meu pai, Glaucia e eu.

Escrito por Valter Junior.

J comearam a aparecer na TV e rdio as propagandas alusivas a poca do natal. Eu temia por isso, pois o natal sempre foi uma poca maravilhosa pra mim.

O natal me conquistou bem antes que eu pudesse entender seu significado. Meu pai apesar de, na maioria do tempo, se mostrar pouco afetivo, tinha em seu corao algo que o fazia, na vspera de natal, ir ao centro da cidade comprar presentes pra mim e meus irmos.Era maravilhoso ganhar aqueles velotros, bolas, robozinhos, pinobol e sair na manh do dia 25 pra mostrar para os amigos da vizinhana. Toda a crianada saia com os presentes que ganhara e, no caso dos velotrols, alinhvamos nossas mquinas na rua e partamos para nossas competies de velocidade, deixando atrs de ns nossas mes apavoradas com a rapidez com que corramos e o medo de que cassemos e nos machucssemos, o que quase sempre acontecia e voltvamos ralados pra casa. Mas era muito bom!

Escrito por Valter Junior.

Seleo de Braslia ficou com a medalha de bronze no 27 Campeonato Brasileiro Masculino SUB 15!

A Seleo de Braslia ficou com o terceiro lugar na competio e recebeu a medalha de bronze. Braslia venceu Minas Gerais e depois de vinte anos, isso mesmo, vinte anos sem uma medalha, agora bronze.

Escrito por Valter Junior.

Fomos surpreendidos nesse domingo a noite com uma ligao. Mais uma vez Deus nos surpreende. Quem estava do outro lado
da linha era otcnico da seleo brasiliense de basquete sub15.

Alegrem-se conosco, pois o Vitor foi convocado para integrar a Seleo Brasiliense de Basquete na categoria sub15. Vitor
tem 14 anos, completou em agosto prximo passado. Como a maioria dos garotos da seleo tem quinze anos, achvamos que
ele teria pouca chance por causa da idade, mas Deus presenteou o Vitor com essa oportunidade. Naturalmente, como
novato, Vitor no ser titular e pode jogar bem pouco, mas a experincia de integrar a seleo j ser muito legal.